sexta-feira, 5 de novembro de 2010

José Hermano Saraiva em Tróia (e a pedir de volta um livro emprestado)


O "Setubalidades" soube que o historiador José Hermano Saraiva vai estar na península de Tróia, em breve, para gravar mais um episódio do seu programa televisivo "A Alma e a Gente" (RTP, sábados, 19h30). Apesar da sua frágil saúde e da sua avançada idade (91 anos!) o professor continua a presentear os telespectadores com os seus improvisos verbais e sabedoria.

Já perdi a conta às vezes que Saraiva passou a revista a Setúbal e arredores, marcando a minha setubalidade e juventude com as suas narrações. A última, se não estou em erro, foi em Junho, quando passou na televisão um episódio de 25 minutos gravado no Museu Sebastião da Gama, em Azeitão. Começando com a sua frase habitual "caros telespectadores" e gesticulando com a duas mãos abertas em frente ao ecrã, Saraiva dá uma breve biografia do poeta Sebastião da Gama, lê alguns poemas e chega mesmo a fazer um pedido invulgar: que alguém lhe devolva um livro colectivo raro, com poemas de Sebastião da Gama, que emprestou no século passado!"É um tesouro, Alguém mo pediu emprestado e eu eu nessa altura era muito novo e ainda emprestava livros. Livro emprestado, é livro perdido. Nunca mais ninguém mo deu... Alguém o há-de ter visto, tem pregos na capa. Peço a alguém que saiba do seu paradeiro que me dê notícias dele!", suplica o comunicador nonagenário.

Em Setembro de 2008, o episódio versou sobre Setúbal. O programa é interessante e mostra alguns sítios com história (e histórias) que vale a pena visitar: a Casa das Quatro Cabeças, o Convento de Jesus e as pinturas quinhentistas, o Museu do Trabalho, a Casa do Bocage, a Casa do Corpo Santo (Museu do Barroco), fortaleza e sanatório do Outão, a Arrábida e o Sado. Vale a pena espreitar.

Sem comentários:

Enviar um comentário