sábado, 23 de outubro de 2010

She Hurtts us so much


Sierra Hurtt chegou tímida e com um daqueles problemas que só artista sabe ter e sofrer: a garganta estava formosa, mas não segura. Mas o mundo é pequeno: a borboleta de Filadélfia (aqui fotografada pelo Rafael Canelas) trouxe consigo o talentoso guitarrista galês Skeet Williams e uma caixinha mágica de loops ("that little box that makes the music go round", disse Sierra).

Na verdade foi difícil perceber porque é que a artista se desfez em desculpas. A menina Hurtt domina bem os seus blues. Escreve canções que nos fazem estar nas nuvens. Interpretou um belíssimo tema escrito pelo Mikkel Solnado e todos cantamos baixinho. Antes que a verdade fique sem o seu abono diga-se que onde Hurtt brilha é nas versões (covers). Eu explico: um bom cover não é karaoke, é acrescentar algo de bom, emprestar uma voz ao que já era conhecido à boa maneira do jazz vocal.

O esforço valeu a pena e no fim Hurtt lacrimejava no convento, que achou muito "grooval". "Muito obrigada, meu Portugal... beijinhos", escreveu a cantora. Ficamos à espera do seu regresso. E as melhoras para a garganta.

Extra: quem tem Facebook pode ver aqui algumas fotos da noite.

3 comentários:

  1. É pá, estive a ver as fotos, não te vejo em lado nenhum! Ou ias de camisa e uma espécie de colete cinzento? lol Ou tinhas um casaco de camurça castanha? :P

    ResponderEliminar
  2. Nesse conjunto de fotos não apareço. Apareço aqui: http://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=157024461000777&id=1103470219&ref=notif&notif_t=share_comment#!/photo.php?fbid=446270259385&set=a.446268289385.239655.771799385&pid=4992880&id=771799385 e aqui: http://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=157024461000777&id=1103470219&ref=notif&notif_t=share_comment#!/photo.php?fbid=446270344385&set=a.446268289385.239655.771799385&pid=4992883&id=771799385

    ResponderEliminar